Panzer Dragoon II (Saturn)

Panzer Dragoon II (Saturn)
Panzer Dragoon II (Saturn)

Panzer Dragoon 2 Dois Saturno

Gênero: Ação
Perspectiva: Visão panorâmica
Jogabilidade: Arcade, Rail Shooter
Interface: Controle Direto
Veicular: Voo / Aviação
Cenário: Pós-Apocalíptico
Publicado por: SEGA of America
Desenvolvido por: Equipe Andrômeda
Lançado: 1996
Plataforma: SEGA Saturn

 

Chegou um ano depois do primeiro episódio, faz parte da geração de jogos que melhor exploram as capacidades da consola, após tentativa e erro. Junto com Virtua Fighter 2 e Sega Rally Championship, Panzer Dragoon Zwei representa, segundo alguns jogadores, a era de ouro do console.

História

O jogo se passa cerca de 20 anos antes da primeira obra. No pequeno vilarejo de Elpis, Monday Jean Jacques é um garoto de 14 anos que vive no meio de um clã de criadores de Coolias (os Coolias são animais que se parecem com grandes cavalos, usados ​​como meio de transporte). Um dia, ele descobre um bebê Coolia cuja garganta é um brilho verde brilhante e tem um par de asas. É uma Coolia mutante, e as regras da vila matam qualquer mutante porque isso pode trazer miséria. Mas Monday esconde o bebê Coolia em sua cabana, sem contar a ninguém, pois reconheceu nesse mutante Coolia as características de um Dragão nascente, e o nome Lagi. Por quase um ano, Monday está testemunhando o desenvolvimento muito rápido de Lagi, que já cresceu até o tamanho de um Coolia adulto, e que desenvolveu asas que possivelmente lhe permitiriam voar…
Ao mesmo tempo, Shelcoof, um gigantesco navio voador, é descoberto pelas forças imperiais, flutuando alto no céu, em algum lugar entre o território da Mecchania e a vila de Elpis. Imediatamente, as tropas imperiais tentam interceptar o navio, obviamente uma relíquia da Velhice. Conforme as tropas se aproximam, Shelcoof muda abruptamente de rumo, e vai para a vila de Elpis a toda velocidade…
Nas colinas perto da aldeia, Monday tenta voar com Lagi. Ele fica lá por alguns segundos. Foi nesse momento que Shelcoof apareceu no céu e aniquilou Elpis com um único tiro de uma arma avassaladora. Após a explosão, Lagi repentinamente puxa raios laser de sua boca, direcionando-os contra Shelcoof, muito alto no céu para ser atingido. Segunda-feira percebe que Lagi realmente se tornou um Dragão, detentor do fogo sagrado.
Monday acaba de presenciar a destruição de sua aldeia, e enlouquecido de raiva, resolve caçar Shelcoof, além das terras e dos ares, montado nas costas de Lagi que também parece ter contas a acertar com a nave voadora. Segunda-feira, na sua caçada, será também confrontada com as forças imperiais, que querem não só interceptar Shelcoof, a Torre voadora (cf. Panzer Dragoon) como também estão muito interessadas no Dragão.

Técnica, evolução e jogabilidade

Um ano após a primeira obra, o aspecto gráfico evoluiu muito. 3D é muito melhor explorado [ref. necessário], os polígonos muito mais suaves. O ambiente fica mais detalhado, e os efeitos das cores mais vivas. A velocidade de rolagem também aumentou.
A jogabilidade não mudou desde o último episódio. O jogador sempre incorpora um Dragon Rider, que deve abater os inimigos com sua arma ou bloqueando os oponentes e enviando-lhes os lasers do dragão. Várias novidades no entanto:
Além da barra de vida (a mais longa, na parte inferior da tela) há uma nova barra, que carrega conforme o jogador mata os inimigos. Uma vez que esta barra é carregada, ela permite ao jogador, ao pressionar uma determinada tecla, desencadear um ataque flamejante, chamado Berserk: uma infinidade de feixes de laser emergem da boca do Dragão, e atingirão todos os inimigos na tela. O ataque é visualmente impressionante porque acompanhado de grandes efeitos de luz. Se a barra estiver totalmente carregada, o Berserk durará várias dezenas de segundos e só parará quando a barra estiver vazia. O jogador terá de começar a acumular energia, pelo que terá de aprender a saber qual é o momento certo para lançar o ataque.
O jogador pode escolher qual caminho seguir: de fato, em todos os níveis, em um determinado local, o jogador é solicitado a escolher para qual lado deseja ir (tudo no calor da ação). O percurso básico é mais fácil, o percurso alternativo aumenta a dificuldade (sem contar que é difícil manobrar para escolher este percurso, enquanto atira nos inimigos). Para escolher um percurso, basta direcionar o Dragão para a esquerda ou direita- ou em alguns casos, para cima ou para baixo-). Cursos alternativos também relatam pontos de rota no final do nível.
O Dragão é evolutivo. Com efeito, no início do jogo, o Dragão é bastante jovem, pouco resistente, e as suas barras de vida e Berserk bastante pequenas. Em quase todo final de nível, o Dragão irá evoluir, e ao adquirir uma nova aparência física, ganhará resistência (barra de vida) e Berserk. Mas essas evoluções são feitas de acordo com o número de inimigos mortos e pontos de rota ganhos por nível: ou seja, se o jogador quiser terminar o jogo com a forma mais poderosa do dragão, ele terá que cortar 100% do os inimigos e sistematicamente tomar emprestados cursos alternativos.
Como bônus, após terminar o jogo pela primeira vez, o jogador desbloqueia a Pandora Box (jogo de palavras entre a Pandora’s Box -Pandora’s Box em inglês- e as iniciais do título do jogo em japonês -Pantsâ Doragûn-. Western, para não perder o jogo de palavras com o título, esta opção foi renomeada como Caixa de PanDra). Este é um novo menu de opções, que permite definir diferentes aspectos do jogo (a aparência do Dragão, sua barra de nível de vida, Berserk, escolher o nível a partir do qual jogar, etc.). Mas todas as opções da Caixa de Pandora terão que ser desbloqueadas nas diferentes partes (dependendo, novamente, do número de inimigos abatidos e do Ponto de Rota, com 100% de sucesso para desbloquear toda a Caixa de Pandora).
A principal diferença com o jogo anterior é a música. No primeiro jogo, era bastante sinfônico (veja a música do primeiro nível), mas em Panzer Dragoon Zwei torna-se mais tribal, e é um estilo que permanecerá para os jogos seguintes.

Deixe uma resposta