Vampire Killer (MSX)

Vampire Killer (MSX)
Vampire Killer (MSX)

Assassino de Vampiros MSX

Gênero: Ação
Perspectiva: Vista lateral
Visual: Fixo / Flip-screen
Jogabilidade: Metroidvania, Plataforma
Cenário: Fantasia
Narrativa: Terror
Publicado por: Konami Industry Co.
Desenvolvido por: Konami Industry Co.
Lançado: 1986
Plataformas: MSX, SEGA Genesis / Mega Drive

 

À primeira vista, temos um tipo antigo de Castlevania, mas isso está longe de ser o caso – a estrutura desses jogos é diferente. Você recebe uma pequena localização do castelo para estudo, onde precisa encontrar a chave para a próxima zona. Além de encontrar a chave, você também pode encontrar uma variedade de baús com tesouros, que também precisam ser desbloqueados. Eles têm bônus diferentes. Os comerciantes de vez em quando também se encontram (às vezes você tem que trabalhar duro para encontrá-los), que vendem todos os tipos de coisas por corações. Armas como punhais e machados substituem seu chicote e você pode usá-los o quanto quiser, mas você precisa pegar o machado em seu retorno, caso contrário, culpe-se. Em seu arsenal também há água benta e uma ampulheta (tempo de parada). De outras coisas – um mapa (mostra seu progresso) e dois tipos de escudos.
Em geral, quem jogou Castlevania na Nintendo, o jogo parecerá familiar, no entanto, existem algumas novas áreas. Por exemplo, um nível adicional na torre de Drácula, antes da batalha final. Bem, a luta com Drácula é quase totalmente diferente, embora a princípio tudo seja como de costume um começo clássico, mas assim que você o vencer, a pintura ao fundo começará a cuspir os morcegos – uma luta interessante está à frente.
A única pequena desvantagem do jogo é a gestão. O botão de salto é atribuído à seta “para cima”, que às vezes causa transtornos ao subir as escadas. No entanto, se você tiver um gamepad – não há problema.
Os gráficos lembram Castlevania no NES, apenas um pouco melhores. Tudo parece ainda mais bonito – boas cores, bons fundos, bons efeitos especiais. A música é praticamente a mesma, os efeitos sonoros também não mudaram muito. Pessoas que estão pouco familiarizadas com Castlevania podem ter problemas em completar o jogo por causa de sua complexidade, mas é mais como a regra para os jogos clássicos desta série – vá em frente, o jogo vale a pena.
Older Post

Deixe uma resposta